Curiosidades e Variedades

História real da Boneca Annabelle, do filme Invocação do Mal

Em 1970, uma mãe comprou uma antiga boneca modelo “Raggedy Ann” de uma loja para colecionadores de bonecas. A boneca foi um presente de aniversário para a filha, Donna, que na época estava cursando faculdade, se preparando para formar-se em enfermagem e morava em um pequeno apartamento com sua companheira de quarto Angie (também enfermeira). Contente com a boneca, Donna a colocou sobre sua cama como uma decoração e não lhe deu maior atenção depois de alguns dias. Com o tempo, Donna e Angie notaram que parecia haver algo estranho e arrepiante com a boneca. Ela aparentemente se movia sozinha. No primeiro momento, movimentos relativamente imperceptíveis, como mudanças de posição, mas com o tempo as movimentações se tornaram mais notáveis. Donna e Angie chegavam em casa e encontravam a boneca em uma sala completamente diferente de onde à haviam deixado. De vezes em quando, encontravam a boneca no sofá de pernas e braços cruzados, outras vezes era encontrada de pé, encostada em uma cadeira na sala de jantar. Várias vezes Donna colocava a boneca no sofá antes de sair para o trabalho, e quando voltava para casa encontrava a boneca em seu quarto sobre a cama com a porta fechada.

A boneca, não só se mexia, mas também escrevia. Após cerca um mês de experiências, Donna e Angie começaram a encontrar mensagens escritas à lápis em papel de pergaminho onde lia-se “Ajude-nos” e “Ajude-me”. A escrita à mão aparentava ser de uma criança pequena. A parte arrepiante sobre as mensagens não eram os textos, mas a maneira na qual foram escritos. Na época, Donna não possuía papel de pergaminho, onde as mensagens foram escritas, em sua casa.

Compartilhe :)TwitterFacebookGoogle+Email

terça-feira, 15 de outubro de 2013.